Facebook Twitter Google+ email



Ao descobrir que seria morto, homem executa policial suspeito de ser pistoleiro na fronteira


Esta postagem foi publicada em 23 de agosto de 2018 Carrossel de Notícias Topo, Notícias da Região.

Policial paraguaio e colega foram mortos no final de semana após emboscada

Um suboficial da polícia paraguaia e seu colega que foram executados no fim de semana, em Pedro Juan Caballero, fronteira com Ponta Porã, teriam sido assassinados depois da descoberta de que seriam pistoleiros contratados para executar uma pessoa.

Eles teriam sido atraídos para uma emboscada quando foram executados a tiros em uma estrada vicinal a 40 quilômetros de Ponta Porã. O suboficial Diego Maidana Vilagra e seu colega Mauricio Jara foram mortos a tiros de fuzil após uma perseguição.

Segundo o site Porã News, a vítima do ‘contrato’ de execução teria descoberto o plano e que o suboficial teria sido contratado para matá-la. No local, a polícia encontrou evidências que podem ajudar na identificação dos autores da execução.

Midiamax

Facebook Twitter Google+ linkedin email More

Nenhuma banner para exibir

Notícias em Destaque