Facebook Twitter Google+ email



Gari é preso por suspeita de envolvimento na execução de agiota em MS


Esta postagem foi publicada em 14 de abril de 2018 Destaque inicial 3, Slide Topo.

Sheila Forato

No final da tarde desta sexta-feira (13), o gari José Carlos Pereira da Silva foi preso nas imediações do Ginásio de Esportes do bairro Piracema, em Coxim.

Foto: PC de Souza

O mandado de prisão temporária cumprido pela Polícia Civil, com apoio da Militar e ROTAI (Rondas Ostensivas e Táticas do Interior). Inicialmente, Zé Carlos deve ficar preso por 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30.

Segundo a investigação da Polícia Civil, o gari é suspeito de envolvimento no assassinato do agiota Manoel Teodoro, o Neto, ocorrido em julho de 2017.

A delegada explicou que ele é o principal suspeito, tanto do plano para executar Neto quanto dos quatro disparos que tiraram a vida da vítima.

Para chegar a essa conclusão a polícia trabalhou em cima do comportamento de Zé Carlos, antes e depois do crime, também se pautou em testemunhas e provas coletadas durante a investigação, inclusive testemunhal.

Edição MS ouviu o gari, a entrevista você confere neste sábado (14).

Edição de  notícias

Facebook Twitter Google+ linkedin email More

Nenhuma banner para exibir

Notícias em Destaque