Facebook Twitter Google+ email



Homem é morto a facadas após confusão por suposto furto de botijão em MS


Esta postagem foi publicada em 26 de agosto de 2018 Carrossel de Notícias Topo, Destaque inicial 1.

Homem de 45 anos, identificado como Júnior Fernandes, foi assassinado a facadas no início da noite de ontem (25) em Rio Brilhante. O caso aconteceu após confusão por suposto furto de botijão de gás e bicicleta.

Segundo o Rio Brilhante em Tempo Real, Júnior estava em sua residência na Rua Tancredo Neves, região do bairro Vila Nova Esperança, junto com dois sobrinhos e um amigo, ingerindo bebida alcoólica. Em determinado momento chegou ao local Natalino Graciano Silva, 44, e também passou a beber com o grupo.

Natalino teria questionado os dois sobrinhos de Fernandes sobre o furto de um botijão de gás, do qual ele acusava os irmãos do crime. A discussão acabou ficando acirrada e Júnior e os sobrinhos expulsaram Natalino na casa, correndo atrás dele até a rua. Natalino disse que ia embora mas voltaria.

Ainda de acordo com o site, uma testemunha que também estava na casa disse que minutos depois Natalino retornou e foi recebido por Júnior em frente a casa.

Ele teria perguntado sobre sua bicicleta que ficou no local e Júnior teria pegado a bicicleta e arremessado na rua, agindo junto com seu sobrinho.

Os dois acabaram entrando em luta corporal e Natalino foi golpeado com facada no peito. Mesmo ferido sacou tomou outra faca e atingiu Júnior três vezes golpeando o peito, barriga e a perna esquerda.

Ele foi socorrido por uma ambulância mas chegou morto ao hospital.

Natalino então saiu com bicicleta e pediu ajuda em uma casa próxima. Posteriormente ele foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar e encaminhado para atendimento médico. Depois de ser atendido foi levado para a delegacia e autuado em flagrante por homicídio simples.

O sobrinho de Júnior, Anderson Alhende, que estava na residência na hora dos fatos e teria participado da briga foi preso por tentativa de homicídio contra Natalino. Um outro homem foi encaminhado a Delegacia como testemunha.

De acordo com o delegado do caso Alexandre Neves, mais pessoas devem ser ouvidas para esclarecer melhor o caso. Segundo o investigador, o autor do assassinato alega legítima defesa.

A faca usada por Natalino foi apreendida. A outra não foi localizada.

Em depoimento Natalino diz que a bicicleta que ele voltou para buscar tinha sido furtada por Júnior e seus sobrinhos e que foi segurado pelos rapazes para ser esfaqueado. Essa versão está sendo apurada pela Polícia.

Dourados News

Facebook Twitter Google+ linkedin email More

Nenhuma banner para exibir

Notícias em Destaque