Facebook Twitter Google+ email



Marido é preso após agredir e tentar arrancar couro cabeludo de mulher em MS


Esta postagem foi publicada em 13 de fevereiro de 2019 Carrossel de Notícias Topo, Notícias Barra Lateral 2.

Os policias militares do município de Deodápolis foram acionados por uma mulher que estava sendo agredida pelo seu companheiro.

Conforme apurou o Site Deodapolisnews, a vítima identificada como L. relatou, que ela e o marido passaram à tarde na casa de uma irmã do autor, no Distrito de Presidente Castelo e que ao retornar para casa da sogra no Distrito de Vila União, ela foi dirigindo o veículo porque companheiro identificado como Cristiano, estava embriagado.

A princípio o autor aceitou, no entanto durante o trajeto esse passou a importuná-la querendo dirigir o veículo, porém ela recusou devido ao seu estado de embriaguez. Não satisfeito o autor passou a puxar o freio de mão colocando em risco a vida de todos que estavam no veículo inclusive a vida de algumas crianças que são sobrinhos do autor.

Já na entrada do Distrito de Vila União o autor puxou o freio de mão do carro, sendo que veículo veio a rodar e parar, foi quando Cristiano desceu e tentou tomar a direção, momento em que a vítima arrancou com o veículo e o deixou a pé na estrada.

Após chegar na residência de sua sogra ela entrou na casa e em seguida o autor chegou e já partiu em sua direção, e começou a puxá-la pelos cabelos, chegando a arrancar parte do mesmo e a rasgar o vestido dela. Irmãos do autor o seguraram e a vítima conseguiu escapar e se esconder wem uma casa vizinha.

Ainda segundo a vítima após Cristinao descobrir que ela estava na casa ao lado, ele começou a gritar para ela sair da residência, após a insistência e devido a importunação dos que ali residem estar sofrendo, ela decidiu sair do local, momento em que o autor chegou a se acalmar, porém logo se exaltou e queria que a vítima fosse embora com ele para a cidade de Dourados, como a vítima se negou o mesmo passou a praticar direção perigosa no local e declarou que iria matá-la de qualquer forma, ou no local, ou durante o retorno para casa.

Em outubro de 2018 a vítima já ahvia registrado uma ocorrência de Violência Doméstica contra o autor, inclusive tem uma medida protetiva em vigor, mas acabou retornado o relacionamento a cerca de um mês devido ao medo que tinha, já que o autor ameaçava ela e o filho, dizendo “que se ela não reatasse o relacionamento, ele iria matá-la ou mataria o filho”, declarou ainda que a vítima “não iria proteger o filho para sempre”. L. ainda relatou que apresentou diversos áudios com as ameaças na Delegacia da Mulher em Dourados.

Diante aos fatos Cristiano foi preso e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Deodápolis, onde ficará a disposição da justiça.

Nenhuma banner para exibir

Notícias em Destaque