Facebook Twitter Google+ email



Mulher ciumenta atropela a esmaga garota que estava na garupa da moto do ex-namorado


Esta postagem foi publicada em 8 de outubro de 2018 Destaque inicial 1.
Dayane Isabel Roncari, de 28 anos, é acusada de atropelar e matar a jovem Ester Lisboa, 19, que estava na garupa de moto conduzida pelo ex-namorado da motorista

A motorista acusada de atropelar com um carro o ex-namorado e uma jovem em uma moto na madrugada desta sexta-feira (5), em Ribeirão Preto, foi presa em flagrante por homicídio doloso e uma tentativa de homicídio doloso (com intenção).

O delegado Diógenes Santiago Netto disse que testemunhas relataram que a publicitária Dayane Isabel Roncari, de 28 anos, teria acelerado o carro após atingir a moto e passado por sobre o corpo de Ester Ribeiro Lisboa Santos, 18, que seguia na garupa da motocicleta. A vítima morreu no local.

“Duas testemunhas do lado de fora do carro, que não são amigas da autora, confirmam que com a colisão, mesmo após acertar a moto, ela continuou acelerando o que fez com que arrastasse ou até passasse por cima da vítima”, disse.

O motociclista, de 26 anos, ex-namorado de Dayane, foi socorrido em estado grave para um hospital particular e passou por cirurgia na manhã desta sexta.

O delegado Netto ainda disse que duas pessoas que seguiam no carro com Dayane entraram em contradição durante depoimento. Uma delas teria dito que o encontro com a dupla na moto teria sido casual. Já a outra, que a perseguição teria tido início após ciúmes de Dayane ao ver Ester com o seu ex-namorado.

“Uma das testemunhas que estava no interior do veículo relata que a perseguição inicialmente pode ter sido por questões de ciúmes. Ela viu uma moça com o capacete dela e foi atrás para ver quem seria. Mas, todos negam que ela teve a intenção de atingir a moto. Ela alega que, ao passar pelo canteiro central, os pneus estouraram e perdeu o controle do carro”, disse o delegado.

Dayane está em uma cela na CPJ (Central de Polícia Judiciária) da rua Duque de Caxias e deve ser encaminhada à audiência de custódia.

O ex-namorado dela teria passagem policial por associação ao tráfico de drogas e receptação, de acordo com a Polícia Civil.

Família

O pai de Ester, Francisco Ribeiro Santos, 55, disse que sua família está bastante comovida com o ocorrido. Ele contou que não conhecia Dayane nem o ex-namorado dela, que dirigia a moto em que a filha seguia na garupa.

“Minha família está arrasada, mas a família dessa menina [Dayane] também. O diálogo resolve tudo”, ressaltou.

Ester cursava o primeiro ano em uma universidade e trabalhava em uma operadora de telefonia.

“O ano passado ela perdeu uma avó, uma tia e uma sobrinha em um único acidente de trânsito em Minas Gerais”, contou o pai.

Outro lado

A advogada Sandra de Moraes Pecorini, que defende Dayane Roncari, afirmou que a publicitária não teve a intenção de atropelar o ex-namorado e Ester, e que encontrou a moto com a dupla “em um mero acaso”.

“Ela não teve a intenção de atropelar, foi um acidente. Ela nem sabia quem era a moça [Ester]. Num primeiro momento, ela achou que fosse a ex-cunhada dela”, disse.

A advogada contou que sua cliente dava carona a uma amiga e que no caminho encontrou a moto com a dupla, cujo veículo seria de propriedade dela. O final do relacionamento com o ex-namorado ocorreu há uma semana e teria partido de Dayane, segundo a advogada.

“Ela teve a curiosidade e seguiu ele. No momento que percebeu que estava sendo seguido, ele correu. A curiosidade aumentou, mas sem a intenção de causar qualquer tipo de problema. Ele, então, atravessou o canteiro e ela também, só que os dois pneus do carro dela estouraram, perdeu o controle do veículo e acabou acontecendo a fatalidade do atropelamento”, declarou.

Dayane Isabel Roncari foi presa por homicídio doloso e tentativa de homicídio doloso (foto: Ricardo Canaveze / ACidade ON)

[Matéria do ACidade ON]

Nenhuma banner para exibir

Notícias em Destaque